Observatório da Educação Tiradentes - OBET

É um programa especial do Tiradentes Innovation Center que busca selecionar, avaliar, desenvolver e acompanhar indicadores e projetos relacionados com tecnologia e educação com foco de atuação no nordeste do Brasil, trazendo sempre informações e soluções que possam impactar a educação do nosso país.

São áreas de interesse do OBET:

  • Tecnologias e Indicadores Educacionais
  • Educação formal e não formal
  • Edtechs
  • Metodologias de ensino/aprendizagem
  • Tecnologias Sociais

O Observatório da Educação Tiradentes tem como objetivos:

  • Levantar dados e desenvolver pesquisas sobre a situação da educação no nordeste do Brasil, preferencialmente nos estados onde o Grupo Tiradentes atua, desde sua perspectiva histórica aos dias atuais.
  • Produzir dados para apoiar as políticas públicas, os empreendimentos e pesquisas em criatividade, inovação e tecnologias na educação;
  • Apoiar startups no sentido produzir metodologias e instrumentos de validação e avaliação de produtos educativos;
  • Formar professores para uso de novas metodologias mediadas por tecnologias digitais de informação e comunicação;
  • Apoiar pesquisas sobre Tecnologias educacionais.
  • Usar a estrutura e parceiros do Tiradentes Innovation Center como apoio e laboratório de pesquisa em educação;
  • Fomentar o desenvolvimento e financiamento de pesquisas relacionadas às áreas de interesse do OBET.

Indicadores Educacionais

O Observatório da Educação Tiradentes – OBET realizou uma curadoria dos principais indicadores educacionais do Brasil com o intuito de reunir, em um único espaço, uma quantidade significante de dados relacionados a área da educação. Para cada quadro, abaixo, será possível encontrar dados específicos de cada indicador. Aproveitem essas fontes de pesquisa para analisar e conhecer melhor a educação brasileira.

Alguns links podem ser modificados pelos proprietários dos dados, caso encontre algum link quebrado favor comunicar.

Principais indicadores da Educação Básica

Principais indicadores da Educação Superior

Informações sobre educação com base no IBGE e no IPEA

Informações educacionais produzidas por órgãos multilaterais e por instituições do terceiro setor

Os microdados do Inep se constituem no menor nível de desagregação de dados recolhidos por pesquisas estatísticas, avaliações e exames realizados por essa instituição. (gov.br/inep)

Microdados disponíveis: ANA, Censo da Educação Superior, Censo dos Profissionais do Magistério, Censo Escolar, Enade, Encceja, Enem, Enem por Escola, IDD, Provão, Pesquisa de Ações Discriminatórias no Âmbito Escolar, Prova Brasil, PNERA, Saeb e Talis.

As informações estatísticas do Plano de Dados Abertos (PDA) subsidiam a construção e interpretação de dados relativos a educação. (gov.br/inep)

Principais indicadores da Educação Básica

Criado em 2007 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) foi formulado com os objetivos de mensurar a qualidade do aprendizado nacional e estabelecer metas para a melhoria do ensino. (gov.br/inep)

Pesquisa de Ideb por Escola

Resultados do Ideb

Ideb – Consultar Resultados e Metas

  • Desempenho Escolar

Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb)

Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)

Sinopses Estatísticas do Enem

As Sinopses Estatísticas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) se constituem como um conjunto de tabelas com informações obtidas junto aos inscritos, a partir do Questionário Socioeconômico, e pela aplicação do Exame em si. São divulgadas pelo Inep desde 2018, sendo a primeira referente ao Enem 2017. Os dados estão organizados por região geográfica, assim como por unidade da federação. (gov.br/inep)

Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja)

Sinopses Estatísticas do Encceja

O Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) ocorreu pela primeira vez em 2002 com o objetivo de verificar competências, habilidades e saberes de jovens e adultos que não concluíram o Ensino Fundamental ou Ensino Médio na idade prevista. (gov.br/inep)

  • Processo educacional

Taxa de matrícula e Proporção de alunos matriculados de acordo com a idade escolar

Taxas de Rendimento Escolar (Aprovação, Reprovação e Abandono)

Taxas de Distorção Idade-série

Taxas de Transição

  • Indicador de desigualdade educacional

Gênero e etnia

Indicador de Nível Socioeconômico das Escolas de Educação Básica (Inse)

Indicador de adequação da formação do docente da educação básica

Indicador para mensurar a complexidade da gestão nas escolas a partir dos dados do Censo Escolar da Educação Básica

Indicador de Esforço Docente

Os dados Sinopses Estatísticas da Educação Básica estão distribuídos de acordo com as regiões brasileiras e suas respectivas unidades da federação. Fornecem dados referentes a estabelecimento, matrícula, função docente, movimento e rendimento escolar para as diferentes modalidades de ensino brasileiras: Ensino Regular (Educação Infantil e Ensino Fundamental e Médio), Educação Especial e Educação de Jovens e Adultos. (gov.br/inep)

Indicadores financeiros com dados de 2000 a 2017 referente a:

– Percentual do investimento total em relação ao Produto Interno Bruto (PIB);

– Percentual do investimento direto em relação ao Produto Interno Bruto (PIB);

– Investimento público direto em educação por estudante em valores reais;

– Investimento público direto em educação por estudante em valores nominais;

– Investimento público direto em educação cumulativo por estudante ao longo da duração teórica dos estudos nos níveis de ensino;

– Percentual do investimento direto em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) per capita, por nível de ensino;

– Percentual do investimento total em relação ao Gasto Público Social (GPS), por nível de ensino;

– Proporção do Investimento público em educação, por natureza de despesa;

– Proporção do investimento público em educação, por nível de ensino;

– Variação do investimento público direto em educação, por nível de ensino.

Taxa Média de Alunos por Turma

Taxa Média de Horas-aula diária

Taxa de Docentes com Curso Superior

Indicador de regularidade do docente da Educação Básica

A remuneração média dos docentes em exercício na educação básica: pareamento das bases de dados do Censo da Educação Básica e da Rais

Percentual de alunos sem informação de rendimento/movimento escolar, segundo a Localização e a Dependência Administrativa, nos Níveis de Ensino Fundamental e Médio

O Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa), tradução de Programme for International Student Assessment, é um estudo comparativo internacional realizado a cada três anos pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). O Pisa oferece informações sobre o desempenho dos estudantes na faixa etária dos 15 anos, idade em que se pressupõe o término da escolaridade básica obrigatória na maioria dos países, vinculando dados sobre seus backgrounds e suas atitudes em relação à aprendizagem, e também aos principais fatores que moldam sua aprendizagem, dentro e fora da escola.

Resultados do PISA

Apresenta os dados do Pisa por ano de realização.

Pisa em Foco

Tradução de Pisa in Focus, é uma série de publicações da OCDE que traz textos curtos, baseados em dados provenientes das aplicações da avaliação. (gov.br/inep)

A Pesquisa Internacional sobre Ensino e Aprendizagem (Talis), tradução de Teaching and Learning International Survey, é coordenada pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Seu foco é avaliar o ambiente de ensino e aprendizagem, bem como as condições de trabalho dos professores e diretores nas escolas. No Brasil, a aplicação e o tratamento dos dados são responsabilidades do Inep.

A Talis é uma pesquisa direta, baseada na percepção do entrevistado. Por meio de questionários específicos para professores e diretores, ela busca saber as percepções desses dois atores sobre alguns temas relacionados ao ambiente educacional: clima escolar, desenvolvimento profissional, liderança escolar, gestão, entre outros.

O Estudo Internacional de Progresso em Leitura (PIRLS), tradução de Progress in International Reading Literacy Study, é uma iniciativa realizada a cada cinco anos pela International Association for the Evaluation of Educational Achievement (IEA), cooperativa internacional de instituições nacionais de pesquisa, acadêmicos e analistas que trabalham para avaliar, entender e melhorar a educação em todo o mundo.

O PIRLS avalia habilidades de leitura dos estudantes do 4º ano do ensino fundamental, com o objetivo de analisar tendências de compreensão leitora, além de coletar informações sobre os contextos de aprendizagem, para caracterizar o processo de leitura dos estudantes avaliados nos países que participam do estudo. É nessa etapa da escolarização que se vivencia um importante estágio de transição no desenvolvimento da autonomia nas habilidades da leitura. Os estudantes estão superando a etapa do “aprender a ler” e passando a utilizar a leitura para aprender.

O Estudo Regional Comparativo e Explicativo (Erce) é uma avaliação internacional direcionada aos países da América Latina e Caribe, realizada, periodicamente, desde 1997. O Brasil participa do Erce desde o início da avaliação. Conduzido pelo Laboratório Latino-americano de Avaliação da Qualidade da Educação (LLECE), ligado à Oficina Regional de Educação para América Latina e Caribe (OREALC/UNESCO Santiago), o Erce monitora os avanços na aprendizagem dos estudantes da região. Os países participantes do LLECE são Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, Guatemala, Honduras, El Salvador, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana e Uruguai.

Constituem no menor nível de desagregação de dados recolhidos por suas pesquisas estatísticas, avaliações e exames. As informações podem ser obtidas via download, em formato ASCII, e contêm inputs (canais de entrada) para leitura por meio dos softwares SAS e SPSS.

Informações, estudos e trabalhos relevantes para a comunidade educacional.

O que temos na Plataforma Devolutivas:

– Itens da Prova Brasil comentados por especialistas;

– Visualização de itens e informações associadas a partir de filtros como Objeto do Conhecimento, Processo Cognitivo, Ano, Dificuldade e Conteúdo;

– Proficiências dos alunos e dados de contexto para escolas, Municípios, Estados e Distrito Federal;

– Possibilidade de comparação de resultados;

– Gradação de níveis de dificuldade de conhecimentos e habilidades a partir da integração entre escala e itens;

– Possibilidade de favoritar itens e montar um caderno de provas;

– Visualização de itens e informações associadas a partir de filtros como: ano, processo cognitivo, conteúdo.

Voltar ao início

Principais indicadores da Educação Superior

  • Qualidade da Educação Superior

Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (IDD)

Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade)

O rendimento dos concluintes dos cursos de graduação em relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares dos cursos, bem como o desenvolvimento de competências e habilidades necessárias ao aprofundamento da formação geral e profissional são avaliados a partir do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). O nível de atualização dos estudantes com relação à realidade brasileira e mundial também pode ser acessado por meio do Enade. (gov.br/inep)

Conceito Preliminar de Curso (CPC)

Índice Geral de Cursos (IGC)

Indicadores de fluxo de ingressantes de cursos de graduação produzidos a partir das informações coletadas pelo Censo da Educação Superior, tendo como forma de análise o acompanhamento longitudinal em uma trajetória cronológica dos estudantes quando ingressam em um curso de graduação até a sua saída, seja por meio da conclusão ou da desistência do curso.

Sendo produzida pelo Inep desde 1995, Sinopse Estatística da Educação Superior corresponde a um conjunto de tabelas organizadas por tema – sendo também possível consultar as informações por municípios. Os dados disponibilizados fazem referência a instituições, recursos humanos, cursos de graduação presenciais, processos seletivos, matrícula, concluintes, cursos de graduação à distância, cursos sequenciais presenciais e à distância, além das instituições federais, com base nos resultados do Censo da Educação Superior. (gov.br/inep)

As Sinopses Estatísticas do Enade começaram a ser produzidas pelo Inep a partir de 2014.  Corresponde a um conjunto de tabelas relativas à participação e ao desempenho de estudantes, cursos e Instituições de Educação Superior no exame, além de trazer a compilação das respostas ao Questionário do Estudante. As informações estão organizadas por região geográfica, organização acadêmica e categoria administrativa. (gov.br/inep)

O Sistema de Acreditação Regional de Cursos de Graduação do Mercosul e Estados Associados (Arcu-Sul) é um mecanismo permanente de acreditação regional do Setor Educacional do Mercosul. Seu objetivo é dar garantia pública, na região do Mercosul e dos estados associados, dos níveis de qualidade acadêmicos e científicos dos cursos. Os países participantes são Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador e Peru.

A acreditação segue critérios regionais elaborados por comissões consultivas, sob a coordenação da Rede de Agências Nacionais de Acreditação (Rana). Esse mecanismo respeita as legislações nacionais, e a adesão por parte das instituições de educação superior é voluntária.

A Rede Ibero-americana para Acreditação da Qualidade da Educação Superior (Riaces), tradução de Red Iberoamericana para el aseguramiento de la calidad em la Educacion Superior, é uma associação de 25 agências de avaliação e acreditação de 18 países ibero-americanos.

Constituem no menor nível de desagregação de dados recolhidos por suas pesquisas estatísticas, avaliações e exames. As informações podem ser obtidas via download, em formato ASCII, e contêm inputs (canais de entrada) para leitura por meio dos softwares SAS e SPSS.

Voltar ao início

Informações sobre educação com base no IBGE e no IPEA

Constitui a principal fonte de referência para o conhecimento das condições de vida da população em todos os municípios do País e em seus recortes territoriais internos, tendo como unidade de coleta a pessoa residente, na data de referência, em domicílio do Território Nacional.

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – PNAD, de periodicidade anual, foi encerrada em 2016, com a divulgação das informações referentes a 2015. Planejada para produzir resultados para Brasil, Grandes Regiões, Unidades da Federação e nove Regiões Metropolitanas (Belém, Fortaleza, Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba e Porto Alegre), ela pesquisava, de forma permanente, características gerais da população, educação, trabalho, rendimento e habitação, e, com periodicidade variável, outros temas, de acordo com as necessidades de informação para o País, tendo como unidade de investigação o domicílio.

Visa acompanhar as flutuações trimestrais e a evolução, no curto, médio e longo prazos, da força de trabalho, e outras informações necessárias para o estudo do desenvolvimento socioeconômico do País. Para atender a tais objetivos, a pesquisa foi planejada para produzir indicadores trimestrais sobre a força de trabalho e indicadores anuais sobre temas suplementares permanentes (como trabalho e outras formas de trabalho, cuidados de pessoas e afazeres domésticos, tecnologia da informação e da comunicação etc.), investigados em um trimestre específico ou aplicados em uma parte da amostra a cada trimestre e acumulados para gerar resultados anuais, sendo produzidos, também, com periodicidade variável, indicadores sobre outros temas suplementares. Tem como unidade de investigação o domicílio.

Analisa a qualidade de vida e os níveis de bem-estar das pessoas, famílias e grupos populacionais, a efetivação de direitos humanos e sociais, bem como o acesso a diferentes serviços, bens e oportunidades, por meio de indicadores que visam contemplar a heterogeneidade da sociedade brasileira sob a perspectiva das desigualdades sociais.

Investiga informações que permitem conhecer e dimensionar os fatores de risco e proteção à saúde dos adolescentes. A pesquisa é realizada por amostragem, utilizando como referência para seleção o cadastro das escolas públicas e privadas do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – INEP.

Esta publicação divulga informações que permitem a compreensão das atuais tendências do mercado de trabalho, a partir de questões como a formação técnico-profissional do morador e o nível de escolaridade de seus pais.

Atividades de pesquisa que fornecem suporte técnico e institucional às ações governamentais para a formulação e reformulação de políticas públicas e programas de desenvolvimento brasileiros.

Voltar ao início

Informações educacionais produzidas por órgãos multilaterais e por instituições do terceiro setor

QEdu é uma plataforma que contém os principais dados da educação básica brasileira

Quais as informações disponíveis?

Para cada escola, cidade, estado e para o Brasil entregamos acesso fácil, rápido e intuitivo a diversos dados educacionais, como a Prova Brasil, o Censo Escolar, Ideb e Enem. Todos obtidos de fontes oficiais do governo para ajudar você a transformar a educação brasileira. Confira as informações disponíveis, já com “links” diretos para os dados do Brasil.

O Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br), departamento do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), ligado ao Comitê Gestor da Internet do Brasil (CGI.br), tem a missão de monitorar o acesso, o uso e a apropriação das tecnologias de informação e comunicação (TIC) no Brasil desde 2005, objetivo cumprido por meio da produção de indicadores sobre o acesso, o uso e a apropriação das TIC em vários segmentos da sociedade. Tais dados servem como insumo para o desenho e o monitoramento de políticas públicas que contribuam para o desenvolvimento da Internet no país.

Em 2012, o Cetic.br tornou-se um Centro de Categoria II da UNESCO, o primeiro centro relacionado ao desenvolvimento de sociedades da informação e do conhecimento. Ligado ao setor de Comunicação e Informação da UNESCO, o Centro contribui para a realização dos objetivos estratégicos da instituição, somando esforços no monitoramento da construção das sociedades da informação e do conhecimento. Desde então, o seu escopo regional de atuação inclui países da América Latina e os de língua portuguesa no continente africano.

As linhas de ação do Cetic.br englobam atividades que contribuem para o debate sobre a importância da medição das TIC para políticas públicas e troca de experiências entre atores-chave que investigam a intersecção dos temas sociedade e tecnologia, além de suas implicações na construção de sociedades do conhecimento.

Indicadores da TIC Educação

Indicadores produzidos pela Cetic.br          

Publicações da TIC Educação

Publicações produzidas pela Cetic.br

Esta base destaca influência das circunstâncias, como: etnia, gênero, riqueza e localização, que desempenham um papel importante nas oportunidades de vida e educação.

Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF)

Estatísticas de educação

Informações educacionais

Pesquisa e educação

O Painel Educacional fornece informações agregadas a respeito do cenário educacional das Unidades da Federação e dos municípios brasileiros, colaborando para o monitoramento do direito à educação, garantido pela Constituição Federal. Também disponibiliza os resultados das avaliações aplicadas nos Anos Inicias e Finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio. Os dados são divididos nas seguintes categorias: trajetória, contexto e aprendizagem, sendo organizados de acordo com as redes de ensino (municipal e estadual). As informações advindas do Painel Educacional têm sua origem no Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e do Censo Escolar da Educação Básica, ambos realizados pelo Inep. A partir dele, é possível ter acesso ao Painel Série Histórica que traz dados sobre as médias e resultados por nível de proficiência tanto das redes estaduais como das municipais.

Painel Educacional Municipal – dados da Rede Municipal (RM)

Painel Educacional Estadual – dados da Rede Estadual (RE)

Voltar ao início

Referências

BRASIL. Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Brasília: INEP, 2021. Disponível em: < https://www.gov.br/inep/pt-br>. Acesso em: 15 mai. 2021. BRASIL. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Rio de Janeiro: IBGE, 2021. Disponível em: < https://www.ibge.gov.br>. Acesso em: 15 mai. 2021.
Tiradentes Innovation Center
(79 ) 3218 2375
Av. Murilo Dantas, 300 - Aracaju | SE